Mensagem

DE QUEM VOCE É FILHO ?

MSG 862 = 07.12.2021

     
A nossa fé leva ao testemunho daquilo que somos. Por isso, é comum se discordar da fé alheia, quando nosso nível de desenvolvimento espiritual não pode alcançar aquilo que é posto diante de nosso julgamento. Entretanto, devemos admitir que Deus pode fazer muito mais do que pensamos. Muitas vezes, fazemos julgamento falso, daquilo que está claro diante de nossos olhos, porque em nós se cumpre a profecia de Isaías, visando nos preparar para o tempo da Nova Aliança, onde só se vai a Jesus quem é levado por determinação de Deus (Is. 6: 9-10 e Jo. 6: 44). Essa foi a razão pela qual um grupo de judeus discordou de Jesus, declarando que, como filhos de Abraão, não eram escravos, e não necessitavam de libertação. Veja o que disse Jesus. Eis o texto:

      “Eu falo das coisas que vi junto de meu Pai; vós, porém, fazeis o que vistes em vosso pai.” (Jo. 8: 38).  

       Jesus se referia a um pai espiritual, e mostrou que cada pessoa reage de acordo com o que viu diante daquele que deve ser considerado seu pai. Portanto, não aceitam as obras de Deus, como verdadeiras, as pessoas que só convivem com as obras do diabo. Isso acontece porque elas não foram chamadas pelo Senhor, e não têm a unção deixada pelo Espírito Santo, que lhes permite discernir a verdade. Em nosso tempo, milhões de pessoas estão nessa situação, por terem caído nos domínios dos falsos Mestres (Mt. 24: 11). Eles mostram as obras do diabo como se fossem de Deus, invertendo as coisas. Essa é a razão pela qual suas vítimas vejam como sendo do diabo, as obras verdadeiras que provam ser vindas de Deus, quando confrontadas com as Escrituras. O apóstolo Paulo profetizou que isso viria a acontecer ao longo dos tempos. Veja o que ele disse. Eis o texto:

       “Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência, ...” (I Tm. 4: 1-2).  

       Precisamos, então, empregar esforços em oração e súplicas em favor dessas criaturas que, apesar de frequentarem igrejas, ainda não foram chamadas por Deus, para serem levadas a Jesus. Se Deus aprouver que assim aconteça, elas descobrirão a verdade, serão libertas, e poderão confrontar os fatos com a santa Palavra, e discernir quem é filho de Deus, e quem, apesar de religioso, continua sendo filho do diabo (Jo. 8: 44). Jesus ensinou discernirmos através dos frutos. Mas o diabo usa a estratégia de omitir a Palavra das Escrituras, e embriagar as pessoas, levando-as a priorizarem seus interesses, e colocar a verdade do evangelho em segundo plano (Ef. 5: 17-18).  Essa postura não só impede as bençãos de Deus, como coloca as pessoas em maldição, sem que elas percebam (Jr. 17: 5-6). Sem condições de discernir se são filhas do diabo, elas podem passar a vida inteira enganadas, pensando que estão salvas, e só vão descobrir a verdade quando seus dias na terra findarem, porque aí vão ser confrontadas com o evangelho, e se não passarem, não serão reconhecidas por Jesus (Mt. 7: 22-23).

       Irmão, examine a si mesmo. A Palavra de Jesus tem de estar em primeiro lugar em nossa vida. Jamais podemos negligenciar a obediência devida ao evangelho, para agradar seres humanos, a quem devemos apenas o respeito.

       Que o Senhor nos conceda a força e o poder para vencer todas as coisas.
 
                                         
            Natanael de Souza